Pesquisar neste blog

Carregando...

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Veríssimo Sousa - pesquisador


FRANCISCO VERÍSSIMO DE SOUSA NETO nasceu na Maternidade Claudina Pinto na cidade de Apodi/RN, no dia 20 de dezembro de 1997. É filho de Vicente Benigno Neto e Genilma Souza Torres de Morais. Mora no Sítio Lagoa Amarela desde que nasceu. 

Começou a estudar aos 5 anos de idade na Escola Municipal Isabel Aurélia Tôrres no Sítio Córrego, onde concluiu o ensino fundamental completo no ano de 2012. Passou maravilhosos anos nessa escola, onde conheceu uma equipe de professores extraordinários que o ajudaram muito na sua vida escolar.

Gosta muito de ler para ficar sempre bem informado sobre os assuntos que acontecem no dia a dia. Adora ler poesias, cordéis, livros de história e  cultura, sobre Apodi, o Rio Grande do Norte, o Brasil e o mundo. 

Através de seu primo Caubí Torres, teve o primeiro contato com um computador, começando assim a se interessar pelo ''mundo da informática’’, por isso gosta muito de da área de informática, especialmente a  internet. Deve muito a seu primo tudo aquilo que aprendeu e a aprende com ele todos os dias. Por isso espera que algum dia possa retribuir de alguma forma por toda a sua ajuda. 

Em 2010 fez um curso de Informática Básica em Apodi pela Micro Mais Informática; 

Em 2011 fez outro curso de computação na Estação Digital Apodi do Sítio Córrego. Também em 2011 fez a Primeira Eucaristia na Capela de São Pedro no Sítio Córrego;.

Em 2012 fez o Processo Seletivo do PROITEC – Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania do IFRN/Apodi, para o Curso Técnico de Nível Médio de Informática na Forma Integrada, sendo aprovado e onde estuda atualmente. Escolheu esse curso, pois como todos já sabem adora tecnologia.

No mesmo ano, com receio de ser reprovado no PROITEC, devido a demora do resultado, fez outro processo seletivo desta vez pelo Exame de Seleção, não sendo aprovado nessa última avaliação. 

Veríssimo Sousa tem o grande sonho de ser professor algum dia, pois admira muito essa profissão, adora a arte de ensinar os outros. Na sua opinião, o professor é o profissional mais importante no mundo que forma todos os outros profissionais, mas que infelizmente poucos o valorizam. 

Está desenvolvendo o projeto de escrever um livro sobre a história de sua comunidade, intitulado “A História do Sítio Lagoa Amarela’’.

É o criador do blog "Portal Tudo do RN", onde dedica parte de seu tempo para fazer postagens sobre a história e cultura do Rio Grande do Norte. Também faz parte do Blog Tude de Apodi.

Em 2013, foi escolhido para ser membro do NEABI(Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas) do IFRN - Campus Apodi;
Em 2015, foi eleito suplente da CPA(Comissão Própria de Avaliação) do IFRN.

Em 2016, passou a fazer parte da página Memorial da História do Rio Grande do Norte, dando as suas contribuições para a preservação da cultura potiguar.

Em  novembro de 2016, lança a sua candidatura ao CONSEPEX - Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFRN, cargo a qual está concorrendo atualmente.  

Esse é Veríssimo, um jovem que gostar muito de ler e estudar, estar com a sua família, que valoriza as pessoas, valoriza a cultura e a memória de sua cidade,  que  adora acessar a internet e as redes sociais

Facebook:
 http://www.facebook.com/franciscoverissimo.sousa
Twitter: https://twitter.com/verissimosouza2
Email: verissimosouza2@hotmail.com;
Gmail: verissimosouza2@gmail.com
Instagram: verissimosousaneto
Celular e WhatAspp:  (84) 9 9866-0972

Projeto incentiva a leitura nas praças da cidade

O "Entrelinhas e Pipas" incentiva a leitura nas praças públicas de Apodi.
Foto: Ari Oliveira / Tudo de Apodi



"Quem vive num labirinto, tem fome de caminhos". Mia Couto nos disse. E nós compreendemos que não escapando do labirinto, nos restam os caminhos, vários. Podemos seguir e podemos criar caminhos." É o que conta a professora Patrícia Lorena Raposo, uma das idealizadoras do projeto "Entrelinhas e Pipas".

O projeto busca tornar nossas praças, espaços
ociosos, em espaços de convivência. A ideia surge quando duas mães leitoras de filho também leitores se reúnem para trocar experiências literárias. 

No último domingo (20), Dia da Consciência Negra, o grupo se reuniu na Praça da Redenção, próximo a Maternidade Claudina Pinto. A partir das 8hs iniciou-se com contações de histórias afro-brasileiras, árvores de livros, varal poético, roda de leitura, piquenique, capoeira e encerrando às 10h30 com roda de conversa. Esta foi a segunda praça ocupada pelo projeto.

Foto: Ari Oliveira
Foto: Ari Oliveira
Foto: Ari Oliveira
Foto: Ari Oliveira
Foto: Ari Oliveira
Foto: Ari Oliveira
Foto: Ari Oliveira
Foto: Ari Oliveira
De acordo com a professora Patrícia, o projeto se encontra a cada uma vez por mês em alguma praça da cidade. 

"Queremos reunir as famílias em torno de atividades lúdicas e prazerosas, como a leitura, a contação de histórias, as brincadeiras de roda. E é também espaço de troca de afeto, ideias, saberes, vivências. É um espaço plural, intergeracional, diverso. O objetivo é estender a nossa alma até que ela abrace o outro. E se reconheça nele. Vamos dar a volta na cidade, rodear as praças e resgatá-la como espaço de expressão e convivência", conta Patrícia.

No dia 10 de Dezembro, o "Entrelinhas e Pipas" estará na Praça da Bíblia. Desta vez com a proposta de arrecadar livros para as crianças do bairro Caic.
 





"Esse é mais um desafio, mas já estamos em campanha para arrecadação de livros. Doando um livro, você doa junto: Esperança, caminho, oportunidade, fantasia, imaginação. O “Era uma vez” podem ser duas, três ou mais. Depende de você", finaliza a professora na foto, à esquerda.

Conheça mais e acompanhe ou contribua com o projeto através da página no Facebook: https://www.facebook.com/Entrelinhas-e-Pipas-269506873431608/?fref=ts

sábado, 19 de novembro de 2016

Programação da XV SEACAD da Escola Estadual Antonio Dantas


Clique na imagem para ampliar

O mundo é seu espelho - Bruno Coriolano

É com o passar do tempo que sua mente,
Em um excesso de angústias e preocupações
Percebe ter vivido rápida e profundamente
Todas as suas desventuras e decepções.

E sob um leve desespero você pensa.
Que existe confusão entre o acaso e a sorte
E que a vida, com o tempo, fica mais tensa
E você só descansa nos braços da morte.

Nossa existência chega a enfadar
Não me perco no meio da multidão,
Nem ligo pra morte a me esperar
Pois sei, não serei exceção.

Nem sorria, nem lamente pela dor.
Viva sempre esse conselho
Nessa vida você é mero espectador
E o mundo é seu espelho.


Publicado em:
O MOSSOROENSE. Mossoró, RN. Domingo, 13 de Dezembro de 2009.
BRUNO CORIOLANO DE ALMEIDA COSTA

Mossoró – RN, 26/11/2009.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

IFRN realiza I Fórum das Águas de Apodi


Aconteceu na última sexta-feira (11), o I Fórum das Águas de Apodi. O evento foi realizado pelo IFRN Campus Apodi em parceria com a FIERN, SEBRAE e Prefeitura de Apodi e contou com o apoio da FAERN, Governo do Estado do RN, Serviço Geológico do Brasil (CPRM), UERN e UFERSA. 

O Fórum teve como objetivo discutir as questões climáticas da região e o futuro das águas. Estiveram presentes no evento o Diretor-Geral do Campus Apodi, Francisco Damião Freire Rodrigues, o presidente do sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo, o Diretor Técnico do SEBRAE-RN, João Hélio Cavalcanti, o vice-prefeito do município, José Maria da Silva, a Secretária chefe do gabinete civil do governo do RN, Tatiana Mendes Cunha, entre outras autoridades.

Durante o evento ocorreram quatro palestras, a primeira foi ministrada por Meiry Sayuri Sakamoto, Doutora em Metereologia pela Universidade de São Paulo(USP). O segundo palestrante foi Alberto Ricardo Torres Galvão Neto, Doutor em Hidrogeologia do Serviço Geológico do Brasil (CPRM). Seguido por José Francismar de Medeiros, Doutor em irrigação e Drenagem, que atua como professor da UFERSA. A última palestra foi ministrada por José Mairton Figueiredo de França, Secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte. 

Após os palestrantes realizarem suas exposições foi aberto um momento para debate, tendo como mediador o empresário Pedro Terceiro de Melo. Na oportunidade o público presente pôde fazer questionamentos acerca dos assuntos debatidos no Fórum. No evento foram discutidos vários pontos ligados a questão das águas, como previsões meteorológicas, reservas e possibilidade de reposição, potencial econômico, gestão dos recursos hídricos, legislação, etc.


O I Fórum das Águas de Apodi contou com a participação de mais de 150 participantes dos mais variados seguimentos, como indústria, comércio, agronegócio, agricultura familiar, cooperativas, sindicatos, etc. Constituiu-se em um momento extremamente proveitoso para o debate de ideias e a busca de soluções para os problemas da nossa região no que diz respeito aos recursos hídricos.

*Portal do IFRN  

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Alunos do Campus Apodi participam da fase final dos JERNS



No período de 24 de outubro a 4 de novembro, ocorreu em Natal a fase final dos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte- JERNS 2016. O Campus Apodi participou dessa fase nas modalidades de Capoeira, Futsal e Handebol, com atletas na categoria Juvenil.

No Handebol masculino a equipe do IFRN Apodi fez uma excelente campanha, perdendo apenas a final, em um jogo muito disputado contra a equipe do colégio Mestre, obtendo assim a segunda colocação na competição. Já na Capoeira o Campus Apodi conquistou 02 medalhas, uma de Prata e outra de Bronze. A equipe do Futsal masculino foi até as oitavas de finais. 

Com mais de seis mil atletas envolvidos, os Jogos Escolares do Rio Grande do Norte aconteceram em diversas praças esportivas do Estado e é uma realização da Coordenadoria do Desporto (CODESP) da Secretaria Estadual de Educação e Cultura(SEEC).

Parabéns aos alunos e a professora Jane Mery por representarem o Campus Apodi!


*Portal do IFRN 

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

I Fórum das Águas em Apodi

Clique na imagem para ampliar

O IFRN Campus Apodi realizará em parceria com outras instituições o I Fórum das Águas de Apodi, evento que ocorrerá na próxima sexta-feira (11), no auditório do Campus, às 8h30min. O Fórum tem como objetivo discutir as questões climáticas da região e o futuro das águas. O evento contará com várias palestras e será aberto a comunidade externa.

* Portal do IFRN - Campus Apodi 

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

191 anos da morte da Índia Luiza Cantofa

Foi dia no 03 de novembro de 1825, que a índia apodiense Luiza Cantofa, dos Indios Tapuias Paiacus,  foi brutalmente assassinada na cidade de Portalegre/RN. 

Luiza Cantofa é Patrona do Museu do Índio de Apodi, e também Patrona do Auditório do IFRN - Campus Apodi. Também existe em Apodi, a "Rua Luiza Cantofa, que fica localizada no Bairro IPE(que dá acesso a entrada da cidade).

Para saber mais da história de Luiza Cantofa , assista o vídeo "Cantofa e Jandy"



Poema de Aucides Sales adaptado por Dudé Viana
Atores: Lúcia Tavares (índia Luíza Cantofa), 
A jovem Ladja Layslla (cunhã Jandi) e 
Nilson Viana (o caçador assassino de Cantofa)

Posts relacionados: 


sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Apodi na exposição "Cartografia do Afeto"

Fotografia: Ari Oliveira.
O projeto "Câmara ClaraCartografia do Afeto", passou por Apodi nos dias 18 e 22 de Julho de 2016. Com exposição fotográfica e oficinas de fotografia, o projeto tinha o objetivo de resgatar memórias de infância e o apreço pela simplicidade da vida das pessoas no interior potiguar. Durante as oficinas, foram selecionadas fotografias que demonstrassem algum caráter afetivo com a cidade.

Exposição na Casa de Cultura Popular de Apodi.
 No fim da passagem pela cidade, foram expostos os resultados finais das oficinas na praça São Francisco.

Fotografia: Ari Oliveira.
Fotografia: Sara Mikaely.
Fotografia: Vicente Benigno.
Fotografia: Sara Mikaely.
No dia 15 de outubro aconteceu a abertura da exposição “Cartografia do Afeto” na Pinacoteca Potiguar em Natal. O projeto Câmara Clara passou por 15 cidades do interior do Rio Grande do Norte. A cidade de Apodi foi representada pelo estudante e fotógrafo, Ari Oliveira, 19.

“Dentro do que nos foi proposto durante as oficinas de fotografia, eu resolvi fazer uma foto do senhor Zacarias, um pescador que tira da mãe lagoa do Apodi o sustento da sua família. Mesmo diante de um cenário de seca ele continua lá, firme e forte. Uma luta pela sobrevivência. Este é um projeto incrível feito, sobretudo, de memórias”, comenta Ari.

Foto: Roberto Leite/Reprodução
A exposição na Pinacoteca segue até o dia 13 de Novembro e é composta por 45 fotografias. 30 dessas imagens foram produzidas pelos fotógrafos Paulo Fuga, Pedro Medeiros e Vanessa Trigueiro, que voltaram para as cidades do interior onde passaram grande parte da infância, (Mossoró, Areia Branca e Assu). As outras 15 imagens que compõem a exposição são resultados das oficinas ministradas durante todo o ano nas 15 cidades do interior do Estado.

Foto: Projeto Câmara Clara/Reprodução
Foto: Rafaela Bernardazzi/Reprodução
O projeto passou por São Miguel do Gostoso, Goianinha, Macaíba, Serra Negra do Norte, Jardim do Seridó, Florânia, Santa Cruz, São José do Campestre, Campo Grande, Lajes, Mossoró, Grossos, Assú, Apodi e Martins. O projeto recebe o patrocínio da Cosern – Grupo Neoenergia, através da Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Repetiu a mesma rotina - Bruno Coriolano


Aqui alguém disse:
“Outrora já houve cinema”.
Então o tempo passou.
E triste, anos depois, falou:
“Ai que pena!”

Aqui alguém disse:
“antigamente havia paz”.
Mas cruelmente foram-se os anos.
“se havia, onde estás?”

Então se repetiu a mesma rotina.
Foi ai que perguntaram:
“teve alguma idéia brilhante?”
A resposta ficou num olhar insinuante.

As flores são mesmo insensatas.
O problema vem de tudo que respira.
Colhidas ferozmente por mãos ingratas.
Mesmo depois de morta... ela conspira!

Aí alguém disse:
“Ai que pena!”
Então o tempo passou.
Ainda bem que teve o cinema.


BRUNO CORIOLANO DE ALMEIDA COSTA
Mossoró – RN, 28/08/2010



Festa de São Francisco 2016, padroeiro do Sítio Córrego

Festa de São Francisco, padroeiro do Sítio do Córrego. 
De 04  a 13 de novembro de 2016 




sábado, 22 de outubro de 2016

Estudantes do IFRN de Apodi mobilizados por uma educação pública de qualidade

Na  tarde da  última quarta-feira, 19 de outubro de 2016, os estudantes do  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte(IFRN) - Campus Apodi, juntamente com os servidores que fazem parte da instituição,  estiveram concentrados  na Escola Estadual Prof. Antônio Dantas, e depois seguiram para mobilização na Br-405 e pelas principais ruas da cidade de Apodi, lutando pela garantia de uma educação pública de qualidade. 

O principal foco da mobilização era contra a aprovação PEC 241(Proposta de Emenda à Constituição),  enviada ao Congresso Nacional pelo atual Presidente da República, Michel Temer. . A PEC já foi aprovada em primeiro turno pela Câmara dos Deputados em Brasília/DF,  e na próxima segunda-feira,dia 24 ocorrerá a votação em segundo turno, caso aprovada a proposta seguirá para o Senado Federal.

Caso venha a ser aprovada pelo Congresso, a proposta limitará por  20 anos os investimentos em educação, saúde, assistência social e diversas outras áreas importantes. A PEC 241, também conhecida como "PEC da Maldade" ou "PEC do fim do mundo" é considerada o maior ataque aos direitos sociais da história do Brasil, visto que resultará na precarização e até mesmo na privatização da educação pública. 

Os estudantes e servidores do Campus Apodi também contaram com o apoio de professores e alunos de escolas estaduais e municipais de Apodi, saindo pelas principais ruas da cidade, com cartazes e narizes de palhaço, gritos de guerra e diversas músicas fazendo referência a "PEC do congelamento", para que não venha a ser aprovada e transformada em lei.

O protesto contou ainda com a participação de diversas entidades, como o Sindicato do Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais de Apodi(STTR), representado por seu Presidente, Agnaldo Fernandes; de representantes do SINASEFE(Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica) - Seção Mossoró.  Os vereadores eleitos em 2016, Gilvan Alves e Charton Rêgo e diversos outros populares que também participaram do movimento, manifestando a sua insatisfação contra a referida proposta. 

O protesto foi considerado muito proveitoso pelos próprios organizadores, bem como os munícipes de Apodi, principalmente pelo fato da cidade não está muito acostumada a movimentos dessa natureza. Apesar de algumas manifestações ridículas nas redes sociais, fazendo piadinhas insignificantes, os estudantes do Campus Apodi não se deixaram abater pelas declarações de ódio que estavam/estão sendo veiculadas na internet. Muito pelo contrário, estão confiantes de que a mobilização em defesa da educação pública, foi um verdadeiro sucesso, contando com o apoio de populares e diversas outras pessoas, uma verdadeira festa da democracia. 

Veja  abaixo fotos do ato em defesa da educação pública: 


 Concentração em frente a Escola Estadual Prof. Antônio Dantas. 




A movimentação seguiu para a Br 405




 Professores Tales Augusto e Gildevan Holanda 





 Movimentação pelas principais ruas da cidade




 Estudantes segurando cartazes contra a PEC 

 Vereador eleito Charton Rêgo discursando 

 Concentração na Igreja Matriz de Apodi 

 Ao centro da imagem, o ator Luis Marinho, o Presidente do STTR, Agnaldo Fernandes e o vereador eleito Gilvan Alves. 

Sarah Campelo e Tales Augusto Oliveira, professores de História do IFRN  de Apodi 

Fotos: Tales Augusto Oliveira - professor de História do Campus Apodi
Para ver mais fotos do dia de mobilização na cidade de Apodi, acesse o facebook do fotógrafo apodiense Ari Oliveira,  clicando aqui


SOBRE A PEC: 

Para saber mais sobre a respeito da PEC,  acesse o site Não à PEC 241 
No site Petição Pública já existe um abaixo-assinado contra essa proposta, aos interessados em assina-lo, basta acessar o link: http://www.peticaopublica.com.br/psign.aspx?pi=BR92916